Benedita Silva Azevedo -

 Delegada do Estado do

 Rio de Janeiro

 

 

 
Benedita Silva de Azevedo: Brasileira do Maranhão, da cidade de Itapecuru-Mirim. Reside há 20 anos no Rio de Janeiro, dos quais 18 à Praia do Anil, Magé-RJ. Educadora, poeta, escritora e animadora cultural. Formada em Letras, especialista em Educação e pós-graduada em Lingüística.
É membro efetivo da Academia Mageense de Letras, da Academia Pan – Americana de Letras e Artes, do Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais, da União Brasileira de Trovadores - RJ, da Academia Virtual de Letras Luso-Brasileira, do Grêmio Haicai Ipê e da ABRALI. Delegada do Portal CEN, da Associação de Poetas do Rio de Janeiro e do Clube de Escritores de Piracicaba. Patronesse da Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores. Coordenadora do Grêmio Haicai Sabiá e do Grêmio Haicai “Águas de Março”. É haicaísta premiada em vários concursos nacionais. Publicou 11 livros individuais, organizou 07 antologias com a participação de vários poetas e escritores. Tem participação em antologias, revistas, jornais e sites.
Sua trajetória no mundo do haicai inclui quatro publicações: Nas Trilhas do Haicai, ed. Da autora, 2004; Canto de Sabiá, haikai, Araucária Cultura, Curitiba, 2006; Praia do Anil, haikai, Araucária Cultural, Curitiba, 2006; Gotas de Orvalho, haikai, Araucária Cultura, Curitiba, 2007 e o 1º lugar no concurso de haicais do 17º Encontro Brasileiro de Haicai, São Paulo, 2005.  Idealizadora dos Grêmios Haicai  Sabiá  em Magé – RJ e Grêmio Haicai “Águas de Março” na cidade do Rio de Janeiro.

 


 
Sonho, miragem ou realidade?

Benedita Azevedo
 

Fostes a miragem no azul dos teus olhos
em inquietantes sonhos e incerteza.
Busquei te conhecer em sondagens inócuas
e não consegui decifrar-te com clareza.


Há! Cada dia o envolvimento era maior...
Tal qual miragem aparecias de repente,
deixando-me tonta com a tua ousadia
e pouco a pouco me tornaste carente.


Já não era tão segura tal qual antes.
Vivia a tua espera sequiosa de afeto
e ao faltares ao encontro eras a miragem
que meus olhos buscavam na insônia pelo teto.


Tentei fugir da dependência que impunhas
com a tua presença tão querida ali na casa.
Em vão cortei relações pus-me em viagem...
Que mais aguçou a paixão quebrou-me a asa.


Não me deste um minuto de sossego!
Fazendo-me voltar ao sonho que eu deixava
e em teus braços atirar-me desejosa
desta realidade linda que eu buscava.


Praia do Anil, 18.02.08
Benedita Azevedo 
 
 

 

 

 

Site:

www.beneditaazevedo.com

Autora do Portal CEN:

http://www.caestamosnos.org/Autores/Benedita_Azevedo.htm

Subscritora da Liga dos Amigos do Portal CEN:

http://www.caestamosnos.org/Liga_Amigos_CEN/Benedita_

Azevedo.html

 

 

Fundo Musical:

Ser Poeta (Perdidamente)
Música: João Gil
Letra: Florbela Espanca

Arte: Iara Melo

Resolução do Ecrã 600 *800

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Copyright © 2007 - 2008 *  Portal CEN - Cá Estamos Nós Web Page

Todos os Direitos Reservados