Edição de Carlos Leite Ribeiro
 
 

MAGAZINE CEN

Comemorativo do

Dia Internacional das Mães

Maio 2012

 

 

9ª Página

Final

Rose Mori
São Paulo/BR

OBRIGADA, MEU FILHO!

Filho, eu te agradeço
por tua existência em minha vida.
Sem ti,
jamais eu poderia ter sentido
as dores do parto,
acompanhadas de emocionadas
lágrimas de alegria
ao te receber em meio seio.
Sem ti, eu jamais saberia
o que é passar as noites em claro
velando teu sono agitado,
temerosa por tua saúde.
Sem ti, eu nunca teria conhecido
a emoção de ter ver balbuciar,
pela primeira vez,
a palavra “mamãe”;
estender os bracinhos
e ensaiar os primeiros passos
em direção à segurança
de meus braços.
Se não fosse por ti,
eu não teria sentido
as apreensões que acompanham
o crescimento de uma criança
e sua adolescência
repleta de questionamentos,
que nem sempre eu soube responder...
Sem ti,
eu não teria tido a oportunidade
de aprender a plantar e cultivar
a semente da moralidade,
da honestidade
da compaixão,
do amor
e do respeito ao próximo...
E o mais importante:
o temor a Deus
e os ensinamentos
de Seu filho Jesus...
Enfim,
eu não teria com quem compartilhar
os valores que recebi
de minha própria mãe...
E novamente
as noites em claro
à espera de tua volta
em segurança, para casa,
quando saias com teus amigos,
receosa de que esquecesses
todos os conselhos
que havia te dado
a respeito do mundo.
Te agradeço por todas as sensações
que pude experimentar,
desde a hora de teu nascimento e até hoje,
quando homem feito,
acaricias meus cabelos embranquecidos
e me amparas em teus braços
como se fosse eu, a tua criança.
Te agradeço, filho,
por tua existência,
mas agradeço primeiro a Deus,
por ter me permitido
sentir a felicidade de ser mãe,
de ser tua Mãe!

São Tomé
Amora - Seixal

MÃE!
No grande vazio
Da tua ausência
Sinto o perfume
Da tua essência:
O perfume das rosas
Que as tuas mãos
Exalavam
Quando o meu rosto
Afagavam.
Mãe protectora
Mãe doçura
Mãe conciliadora
Mãe ternura
Mãe saudade
Que já partiste
Para a eternidade
E deixaste plantado
No meu coração
O exemplo da coragem
E da abnegação
Para eu poder colher
Nos caminhos difíceis
Que a vida me estender.

Särita Bárros
Bagé/RS/BR

MAIO SEM MÃE

Havia um brilho morrendo-se
Por de dentro dos seus olhos
E não pude criançá-lo.

Ela foi passarinhando-se
Até a alma bater asas.

Selene de Lima Maria  (Selene Antunes)
Rio de Janeiro/Brasil

M Ã E  É UMA FLOR DELICADA
Mulher muito amada e especial
Muitas mães são adoradas
Existe mãe com jeito de santa
Que muito ama...dá amor e é amada.

Pelas malcriações que eu fazia
Tantas vezes me castigou
E logo depois sua atitude
Era de ternura carinho e amor.

Faz tanto tempo que você se foi mamãe
Mas mamãe lembrar você me encanta
Minha saudade já não dói tanto
Porque eu sei que agora você é uma SANTA.

A alma de uma mulher especial
Que povoa a terra e nosso coração
Que ama e sofre, que sorri e chora
E nos causa tanta emoção.

O nome desta SANTA mulher é MÃE
Que muitas vezes são desprezadas e maltratadas
Por filhos ingratos e sem amor no coração
Algumas vivem tristes por serem pelos filhos castigadas.

Toda mãe deveria ser tratada como RAINHA
Reconhecida por tanto amor e dedicação
Ser amada e respeitada a vida inteira
Todo filho devia amar sua mãe e trazê-la no coração.

Mãe é uma flor delicada perfumada e sem defeitos
Mãe que é mãe é fera dá a luz cuida e ensina o caminho
Só algumas tem coragem e abandonam suas crias
Aquelas que amam seus filhos cuidam com muito carinho.

Sidnei Piedade
Assis / SP

MÃE
Mãe é um ser que brinca com lágrimas num rosto feliz , onde é professora e aprendiz. Ela doa e equilibra a vida...chora num sorriso sem se fazer notar , pois é constância e dedicação, anjo do coração. Mães são seres benditos buscando nossos horizontes numa viagem infinita...onde são bênçãos da vida. Lutam pelos filhos e esquecem de si mesma e seus próprios méritos. Mulheres determinadas e batalhadoras, onde guardam para si as suas próprias angústias procurando nos poupar. e dando seu colo pra gente deitar...seja qual for a adversidade da vida que ela nos dá. Mãe...palavra sublime , mulher em forma de flor onde é ternura onde estiver...é a rosa mais linda no reino do céu. Mães são nossos passos os quais o tempo não apagam...pois são dádivas de Deus e vida., onde tem consciência dos seus limites...mas superam com amor e carinho.

Sonia Rita Sancio Lóra (Sunny Lóra)

Minha Mãe, Meu Anjo

Se anjo eu fosse, eu te conduziria
De novo a rezar na capelinha da serra,
Sorririas muito mais, passaria minhas mãos
Na tua fronte cansada e dar-te-ia paz infinita...

Se anjo eu fosse, colocaria tanta alegria
Bem dentro de ti, dias repletos de beleza,
Tal como a natureza que, de tantos verdes,
Virariam rosas amarelas. (Ou brancas, se quisesses...)

Se anjo eu fosse, fartura de beleza em vida,
Eu te daria, como mimo, um mar, uma areia,
Que venerasses, uma cachoeira quentinha,
Um rio calmo e como projeto de vida,
Não mais nenhuma saudade...

(Anjo não sou... sou tua filha, Mãe.- Eu te amo)

Sonia Salete
São Paulo

AMOR FILIAL
Nos meus cabelos a marca da vida...
Em minhas mãos, o mesmo passar do tempo.
De ti mãe, ficaram as doces lembranças
que hoje marcam meu viver.

Teus chinelos que gostava de usar.
Tuas maneiras que me formavam
indicando o caminho, que sem saber,
seria tão parecido com o teu...

Muitos filhos, família grande...
Com um não sei que de saudade
que habitava o teu verde olhar...

Procuro em mim e nos meus filhos
algo que possa te fazer presente,
afastando a saudade que quer me matar!

Theca Angel
Americana-São Paulo-Br

ERAS UM ANJO...
Nesta viagem ao passado, te reencontro...
Criança ainda, como poderia me lembrar?
Imaginário que seja este nosso encontro,
faz-me feliz a tua nívea imagem invocar!

Os teus cabelos que o ébano invejaria
Fariam límpido contraste com tua tez
Que, se de alabastro fosse, quem diria,
era a mais delicada tez que Deus fez!

Teu perfil que longas vestes delineavam,
e que os ventos encantados acariciavam,
Te faziam como um anjo dos céus caído...

Mas o Pai olhou-te e pensou, arrependido...
"Porque um anjo na Terra assim banido,
se as nuvens eram pousada que habitavam?...

"Com o brilho das estrelas que sobre teu vulto faiscavam,
Ele fez que ao teu celestial mundo de luzes fosses retornado!"

Therezinha Aparecida Válio Corrêa (There Válio)
Pilar do Sul/SP./BR

POEMA EM HOMENAGEM ÀS MÃES
Sejam elas, brancas, negras, amarelas,
Não importa raça ou crença;
Jovens ou na maturidade,
Essas mulheres guerreiras
Lutam por suas crias,
Dando-lhes muitas vezes,
Não somente amor,
Mas a própria vida!

Escravas do próprio amor...
Sua servidão é infinda,
Sacrificando muitas vezes,
Sua própria vontade
Para o bem de seus filhos,
Porque vê-los felizes,
É seu maior desejo.

Mães solitárias buscam lembranças,
Dos filhos quando crianças.
Mães sofredoras oram por filhos,
Vagando ao léu ou nas prisões.
Mães angustiadas pela saudade
Dos filhos que partiram para a guerra.
Mães adotivas, cheias de amor...
Cuidam dos filhos que não geraram,
Mas que nasceram do coração,
E cujo elo é a emoção!

E muitas outras que neste mundo,
Cuidam dos filhos de outras mães
Dando-lhes amor e proteção,
Não importa sua idade ou condição social.
Por tudo isso, seja abençoado,
Aquele nome que todos pronunciam
Nos momentos de dor e alegria...
Mãe, mamãe e a Mãe Virgem Maria!

VERA SALBEGO
GAÍBA RS

MÃE

Um pingo de chuva
Uma lágrima a cair.
Uma saudade...
Um olhar perdido na distância.
Nesta distância toda
Que ficou com tua ausência.
Mãe, querida.
Nas asas do vento foste.
Mas ficaste na profundidade
Do meu ser.
No rumor do vento.
Uma saudade eterna.

Viviane Cristina Kanitz

Minha Mãe...

Existe em minha memória,
guardadas com muita emoção,
fortes lembranças da infância
de um tempo que não vai voltar,
são recordações de vidas que
jamais serão esquecidas,
de mãos sempre estendidas
prontas a me amparar..

Minha MÃE, suas
mãos transformam meu
viver , conduzem meus
passos, constroem
meu saber.. podem
os anos passar, poderemos
até nos separar, mais jamais
vou esquecer, que em
suas mãos, posso sempre
me abrigar.

Wilson de Jesus Costa

DIA DAS MÃES
Sabe perdoar, amar como se fosse uma deusa!
E como se uma deusa fosse cobre com os braços e o colo
O mais puro e o mais impuro
Com o mesmo carinho e dedicação
Deixando cair uma lágrima de alegria, tristeza ou solidão;
Seu nome é Mãe e Mãe de todas as horas, todos os dias!
E seu dia é sempre coroado de um amor infinito
E se pudesse levaria suas crias para o céu
O céu que seria um céu só seu
Afinal ela impera rainha
Rainha do abraço amigo
Do beijo tenro
Do amor sincero
A dar colo,
Embalar no sono,
E contar belas e velhas estórias...

Registre sua opinião no

Livro de Visitas: