Portal CEN - "Cá Estamos Nós"

NATAL -2012

Edição de Carlos Leite Ribeiro

Formatação de Iara Melo

 

MENSAGENS de NATAL

(Para Familiares e Amigos de)

Quarto Bloco



Sonia Nogueira

Fortaleza - CE - Brasil

Natal 2012

Magos viajam na direção da luz,
Estrela vai seguindo reluzente,
O olhar acompanha rosto e mente,
O menino nem sonha com a cruz.
A hora é sublime ao som do choro,
A natureza vibra tão bela e pura,
Os anjos riem olham das alturas,
O bafo do bezerro entoa o coro.
Nasceu o Jesus Menino sobre palhas,
Nem frio perturbou o aconchego,
A mãe sorria com abraço e apego
Prostrou-se no altar, não viu as falhas.
O Céu abriu seu manto na vigília,
Nem um mal, criança tu terás aqui!
Ainda que os homens em anarquia,
Queiram teu fim, viverás em louvação.
Lembramos esta data em cada ano
Pedindo ao criador perdão e paz,
A vida se renove de modo assaz,
Unindo a família no seu cotidiano.
A janta está na mesa é meia noite
Juntemos nossas mãos para oração,
Rogando muitos anos em união,
Ó Deus, livrai-nos do braço do açoite.

Feliz Natal a todos que fazem do portal CEN o cantinho da literatura e do saber.

Abraços.




Dina Fernandes

CABEDELO - PB

Minha singela mensagem de Natal. Desejo a você e a todos os que fazem o Portal CEN.
Meu fraterno abraço!

O Mundo Vive o Natal

Natal, Renascimento, tempo de reflexão.
Tempo de presentear o aniversariante,
não um presente qualquer, e sim nosso coração
pleno de amor, hoje e eternamente.

Que o clima de ventura
Seja pleno e duradouro.
Que os laços de ternura
Se fortaleçam no ano vindouro.

Que reine a Paz e a Harmonia
No mundo, nos lares e nos corações.
Que as crianças tenham a alegria
de desfrutar dessas transformações.

Que o homem tenha fé,
Consciência e discernimento.
Que não use de má fé...
Para não ter descontentamento.

dinapoetisadapaz





Nome: Beti Martins

Cidade: São José do Rio Preto

Blogue (s) pessoais: https://www.facebook.com/beti.martins1


Site (s) pessoais: www.betimartins.prosaeverso.net


Sua Mensagem pessoal para Familiares e Amigos
 

 

A menina e a roseira - de Betimartins

 

 

Para lá das montanhas cobertas de neve, onde a águia repousava, o falcão voava, a coruja vigiava e o rouxinol cantava, existia uma grande clareira, muito solitária, apenas um casebre já muito velhinho, com uma chaminé sempre ativa. Dentro do casebre estava uma mulher magra, sofrida, cheia de magoa e de muita dor pelo abandono do seu marido.

 

De repente uma porta se abriu e dela saiu uma doce menina, chamada de Violeta, correndo para abraçar a sua querida mãezinha, deu aquele abraço muito apertado, limpando as lágrimas azedas de sua mãe.


Parecia um lindo anjo, sempre sorrindo, sempre alegre, correndo feliz, brincando entre os estranhos canteiros com restos de outrora um jardim. Sempre falava ao seu amigo que ninguém conhecia era invisível coisa de imaginação de uma criança sempre sozinha.


Violeta era repleta de amor pelos seus amiginhos da floresta, sempre os curava, abrigava e dava a pouca comida que por lá existia. Um dia o Inverno se foi, cheio de tristeza, chorando lágrimas de muita saudade pela sua querida Violeta, logo a Primavera chegou e logo abraçou a sua amiga.


Sorrindo ela lhe falou:


- Violeta, eu trago-te uma roseira para que tu a trates, a faças crescer e cuides bem dela.


A menina sorriu e logo partiu correndo feliz, saltando e cantando, até ao destino, avistou a sua casa e logo ela lhe falou:
- Roseirinha esta será a tua nova morada, ficaras a viver aqui comigo, queres tu escolher o teu canteiro?


A roseirinha feliz logo lhe diz:


- Sim amiguinha eu quero aquele canteiro na porta da entrada, só para ficar bem junto de ti.


Logo escavou carinhosamente a terra, sempre a respeitando e adubando, com as suas mãos de fada ela plantou a bela roseira. Os dias passavam, a roseira crescia, Violeta dançava sua mãe ainda chorava escondida pela casa e nas recordações de outra vida, outrora feliz.


Um dia a linda roseira chamou a sua amiga e quis saber a causa de tanta tristeza. Violeta logo contou que o seu pai as abandonou por uma vida melhor bem longe dali, lá muito longe, por detrás daquelas altas montanhas.


Então a roseirinha fez um pedido muito estranho a sua amiga Violeta e lhe diz:


- Violeta, tu confias em mim?


Violeta já com lágrimas caindo acena que sim.


- Eu preciso que me tragas uma lágrima de tua mãe sempre que ela chorar, Agora enxuga as tuas lágrimas nas minhas folhas e pede um desejo, como se fosse um pedido ao Menino Jesus, pois só um pedido eu posso vir a realizar.


Enxugou suas lágrimas nas folhas da roseirinha, logo ela se picou num grosso espinho e ficou a sangrar.


Nesse ato de amor uma gota de sangue caiu nas folhas da roseira e ela desejou que o seu pai voltasse para junto da família, só para ver a sua mãe voltar a sorrir.


A Roseirinha apenas lhe falou:


- Violeta, meu lindo anjo amigo, não existe nada que não exija sacrifício e muito amor. A partir de hoje colocarás uma rosa na cama do quarto de tua mãe e não esqueças as lágrimas que eu te pedi.


Violeta entrou em casa e viu a sua mãe a chorar e logo extraiu uma linda lágrima, correu e deitou em cima da folha da sua linda roseira. No dia seguinte, sua mãe acorda a menina, espantada, incrédula e lhe diz;


- Meu anjo vem comigo ver um milagre, depressa.


Calçou a menina e as duas foram até a saída de sua casa, a mãe chorando de alegria acena para a sua roseira e mostra-lhe como ela estava cheia de lindas rosas vermelhas e muito perfumadas.


Violeta segreda ao ouvido da mãe:


- Mãezinha foram as tuas lágrimas e todas as vezes que tu chorares, por favor, traz aqui uma lágrima tua, prometes?


A mãe prometeu sempre que chorava ela colhia uma lágrima e a levava a roseirinha. E a linda Violeta colhia uma rosa vermelha e levava todos os dias a cama de sua mãe.


Passaram dias, passaram semanas, passaram meses e a roseira nunca secava, todos os dias ela florescia ainda mais bela.


Um dia a Violeta curiosa perguntou-lhe nas suas longas conversas:


- Roseirinha porque é que tu nunca deixas de ter rosas sempre frescas e novas, o Inverno esta chegando e nunca tive rosas no inverno.


- A Roseira, falou triste:


Está chegando a hora de eu partir, mas quanto as rosas frescas é o coração de tua mãe que está ficando curado. Ela já quase que não chora, já canta pela casa e já tem esperança dentro de si, por isso está a ficar curada.


Violeta estava feliz pela sua mãe, mas muito triste pela sua amiga. Rolou uma lágrima sobre a Roseira e logo ela lhe falou:


- Ai, minha linda amiguinha, sabe que eu vou partir mais cedo, por isso não chores quando eu me for, pois por amor tu te choras-te e picaste o teu lindo rosto, a gota de sangue, me deu uma nova vida, o teu amor me alimentou e logo chegará o teu pedido feito com o coração.


Caíram tempestades, depois veio à neve chegou, mas a roseira sempre florescia. Assim o Inverno chegou feliz ele abraçou a sua linda amiga.


O Natal chegou e um estranho bateu na porta, assustada a mãe correu e logo perguntou:


- Quem está ai?


Um homem respondeu:


- Sou eu, abre a porta que morro de tantas saudades de vós.


As lagrimas corriam, mas agora eram lágrimas de felicidade, a menina correu para ver a sua roseira e logo a viu que ela estava morrendo.


Prometeu não chorar, triste ela abraçou a sua roseira.


A roseira despede e logo ela partiu.


Violeta voltou para beira do pai.


Feliz ele a pega no colo dizendo:


- Violeta como tu estás grande, mas vejo que estás triste por eu voltar para ti.


Violeta abraçou o pai e apenas lhe diz:


- Não pai eu estou muito feliz, entendi que para ter umas coisas das quais amamos deveremos desprender de outras, eu te escolhi a ti.


A mãe entendeu e feliz abraçou o seu marido e a sua menina. Agora é Natal, pensou ela com a família unida.


Quando foram dormir as camas estavam cheias de lindas rosas vermelhas frescas e acabadas de colher eram as rosas do amor.


O milagre do amor sempre acontece no Natal.

Para::
Dr. Alice Abreu
Joyce Fontanella
Maria Margarida

 



Nome: Isabel Pakes

Cidade: Cerquilho - Brasil

Blogue (s) pessoais: http://belpakes.blogspot.com.br/


Sua Mensagem pessoal para Familiares e Amigos

A todos os meus familiares e amigos

Meus queridos, tendo em mente a mensagem que o Mestre Jesus nos trouxe, mensagem de Bondade, de Fraternidade com Responsabilidade e Humildade - “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei.” - desejo, a todos nós, um Natal consciente, iluminado, pleno de paz e alegria! Que todos os nossos dias sejam abençoados, que o Ano Novo nos transcorra com confiança, tranquilidade e harmonia!


“Eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” - Ele disse. Lançou-nos, ao coração e à mente, as sementes do amor e da prosperidade. Para que cresçam e frutifiquem em nosso espírito, cabe a nós cultivá-las com a sabedoria da verdadeira solidariedade, conforme Ele nos ensinou.


Feliz Aniversário, Eterno Mestre Jesus!


Que o Espírito Crístico, seja uma constante em nossas vidas.


Feliz Natal! Feliz 2013! Boas festas, a todos!


Isabel Pakes

 


 


Nome: Kátia Claudino Caetano Pereira

Cidade: Ourinhos - SP

Facebook:
https://www.facebook.com/katia.claudinocaetanopereira?ref=ts&fref=ts

Sua Mensagem pessoal para Familiares e Amigos
 


O NATAL EXISTE!

Olhe para o céu!
Veja a estrela guia
como brilha hoje no firmamento!
Há muitos anos, ela avisou que o messias chegou para nos salvar.

Veja sua luz... perpassa paz!
Amor e harmonia.
Vamos sorria!
Leve a todos a boa nova!
Propague a esperança de dias melhores!
Afirme com fé...
O natal existe!
Para a gente se amar,
perdoar e ser feliz.

Não importa se o irmão é rico ou pobre.
Muito menos a raça e a sua cor

Basta apenas abraçar o mundo.
Dar as mãos, ser presente!
Ser solidário, ser generoso!
Repartir o pão com cada necessitado.
Confraternizar com amor e muita paz este momento de alegria.
Amar verdadeiramente de igual para igual cada ser vivente aqui na terra.

O natal existe!
Devemos nos amar a cada dia
Porque somos criados por um Deus
que é amor...

Kátia Pérola





Nome: Cezar Ubaldo


Cidade: Feira de Santana - Bahia Brasil

Sua Mensagem pessoal para Familiares e Amigos
 

Amigos, na doação, percebemos, em qualquer momento, o Espírito do Natal; No respeito ao outro, sentimos o Amor que o Cristo nos legou; No convívio social o exercício de civilidade é a Luz. Assim, podemos unir-nos e, em uma só voz gritarmos que o Natal é uma bênção Divina, posto que o Espírito Santo se faz carne e nos presenteia com o nascimento de Jesus Cristo: alma de amor maior, principio de tudo.
Cezar Ubaldo

 




Nome: Nere Maria Beladona de Abreu


Cidade: Restinga Sêca - RS - Brasil

BOAS FESTAS!

Aos amigos do Portal CEN

Ainda há esperança entre os homens,
No sorriso de uma criança,
No conforto de palavras de parentes,
No abraço de um amigo,
Também no vislumbrar de um céu de estrelas,
Na caricia da Lua que nos beija a face,
A meiguice de uma mãe, quase centenária,
Isto é renascer!
É Natal!

 

 


 

Nome: Luiz Fernando

Cidade: Brasil

Sua Mensagem pessoal para Familiares e Amigos

Manto Sagrado

Natal, que todos sabem, significa o nascimento de Jesus Cristo, que pela terra passou e que dela jamais se afastou. Pela tradição predominante em muitos países e inclusive no Brasil, o dia 25 de dezembro é a data em que cada ser humano de bons propósitos tem como hábito presentear em especial, a quem dedica estima e consideração.

Natal, que pela grandiosidade de seu simbolismo, também significa reflexão, amor, fraternidade e esperança num horizonte promissor.

Que cada colaborador, no sagrado convívio de seus familiares e demais entes queridos, brindem essa data com o líquido da saúde, do prazer, da felicidade e da esperança, na taça da harmonia e da união. Feliz Natal e Próspero Ano Novo, a você e toda sua família.

Que os sonhos, hoje apenas sonhos, num breve futuro se transformem em realidade. Que o Manto Sagrado os cubra e os proteja, com saúde e felicidade.

Feliz Natal! e Feliz Ano Novo!

Amigo Fernando

 

 

Registre sua opinião no Livro de Visitas:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estamos também no facebook:

 

 

 

 

 
Formatação e Arte Final: Iara Melo
Página construída para ser visualizada com perfeição
no Internet Explorer
 
 
 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
Todos os direitos reservados ao Portal CEN -
Página criada por Iara Melo