TRISTÃO ALENCAR PEREIRA OLEIRO

 
NOME: TRISTÃO ALENCAR PEREIRA OLEIRO

PROFISSÃO:  Contador, Tecnólogo em Gestão Pública, Funcionário Público Municipal. Exerci atividades como Professor do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

QUER FALAR UM POUCO DA TERRA ONDE MORA?
Moro em Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul, colonizada a partir de 1780 com a chegada de Açorianos vindos de Rio Grande (1737) onde desenvolveu-se a indústria saladeril que trouxe muita riqueza para a região por meio da produção de charque (carne salgada e seca ao sol) transformando a localidade numa das mais cultas do Estado pelos recursos dos fazendeiros que mandavam seus filhos estudar na Europa. Foi elevada a Freguesia de São Francisco de Paula (Padroeiro da cidade) em 1812 e a Cidade de Pelotas em 1832. A denominação veio em homenagem a um tipo de canoa de couro de boi cercada de "porongos" que se denominava "pelota" e servia para a travessia do arroio ali existente e do rio São Gonçalo.
Pelotas possui inúmeros filhos ilustres nas artes. Citamos João Simões Lopes Neto (escritor), Francisco Lobo da Costa (poeta), Heloisa Assumpção do Nascimento (escritora e historiadora), Antonio Caringi (escultor), Inah Costa (pintora), Frederico Trebbi (pintor), Yolanda Pereira (1ª Miss Universo brasileira - 1930), e tantos outros. Hoje a cidade conta com duas Academias de Letras (Sul Brasileira e Pelotense), um Centro Literário, um Instituto Histórico e Geográfico, o Instituto João Simões Lopes Neto, a Fundação Simon Bolívar (no prédio do MERCOSUL) e a CBC<- Casa Brasileira de Cultura. Já realizou 39 Feiras do Livro (uma por ano) e merece destaque cultural no Estado e no Brasil por sua arquitetura neo-clássica, suas praças, chafarizes e logradouros ainda calçados com granito.

QUANDO COMEÇOU A ESCREVER?
A arte literária é recente em minha vida. Comecei a escrever em 2005, meu primeiro trabalho literário foi um poema denominado "Igualdade Solidária" que recebeu Menção Honrosa no Concurso Nacional de Poesias Érico Veríssimo organizado pelo Centro Literário Pelotense. Sempre gostei de crônicas e com isso fui influenciado por Humberto de Campos num primeiro momento e em seguida por Rubem Braga.

TEM LIVRO(S) IMPRESSO(S) (EDITORA E ANO)
Sim, tenho dois: "Crônicas, Contos e Poesias" editado pela Editora e Gráfica Universitária da UFPel - Universidade Federal de Pelotas em 2007 e lançado na 36ª Feira do Livro de Pelotas; "Crônicas da Cidade" ditado pela Editora e Gráfica Universitária da UFPel - Universidade Federal de Pelotas em 2009 e lançado na Semana de Aniversário de Pelotas (198 anos).

PROJECTOS LITERÁRIOS PARA 2011 / 2012?
Sim. Já no prelo para lançamento em 2011 o livro de crônicas e prosas intitulado "Imagens do Cotidiano" e para 2012, já em fase final de editoração gráfica encontra-se o livro bilingue "Palavra Ilustrada" com ilustrações de um artista plástico e versado para o francês (os parceiros guardamos em sigilo, ainda).

COMO VÃO SER EDITADOS?
O "Imagens do Cotidiano" seguirá a mesma linha de edição, ou seja, Editora e Gráfica Universitária (UFPel) e o "Palavra Ilustrada" ainda estamos escolhendo um editor que possa satisfazer nossos desejos de uma publicação diferenciada.

TEM LIVROS ELETRÓNICOS (E-BOOKS)
Não.

TEM PRÊMIOS LITERÁRIOS?
Sim. Recebi várias Menções Honrosas por trabalhos em Concursos Literários promovidos pelo Centro Literário Pelotense, Academia Sul Brasileira de Letras, Centro dos Escritores Lourencianos, Casa do Poeta Rio-grandense, Associação Literária A Palavra do Século XXI,  além de prêmios maiores (2º e 3º lugares) em crônicas e poesias. Recebi, também, O Brasão da Acedemia Pelotense de Letras (2005) e a Comenda em 2010, Título de Cidadão Pelotense por Lei Municipal de 2005, Medalha do Mérito Tradicionalista João Simões Lopes Neto (Movimento Tradicionalista Gaúcho - Estado do Rio Grande do Sul) em 2008. Sou Acadêmico Correspondente da Academia de Artes, Ciências e Letras Castro Alves (Cadeira 12 - Múcio Scevola Lopes Teixeira); Acadêmico Imortal da Academia de Letras do Brasil (Cadeira nº 1 - núcleo de Pelotas - Heloisa Assumpção Nascimento); Membro Correspondente da Academia Rio-grandina de Letras; Presidente da CBC - Casa Brasileira de Cultura - Pelotas; Membro do Centro Literário Pelotense; Membro da Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores (Internet).

TEM HOME PAGE PRÓPRIA?
Não.

CONHECE AS VANTAGENS QUE OS AUTORES DO CEN TÊM EM TER SEUS TEXTOS...
Não.

QUE CONSELHO DARIA A UMA PESSOA QUE COMEÇASSE AGORA A ESCREVER?
Fique atento às oportunidades. Participe de todos os eventos literários que poder e mostre a sua arte. Escritos dentre de gavetas não valem de nada, mas uma vez publicados levam suas idéias e seus sonhos para alem fronteiras. Não se intimide, vá em frente. Críticas aparecerão sempre, tire delas proveito.

PARA TERMINAR ESTE TRABALHO, QUEIRA FAZER O FAVOR DE MANDAR TRÊS TRABALHOS DE SUA AUTORIA. (em anexo)
 

2011

 Índice de autores         Anexo