SEBO LITERÁRIO

   

 

António José Barradas Barroso

(Tiago)
 

 

 

 
 
 
Alentejo...
... minha saudade
 
SONETOS
 
Pág. 1 de 7 Pág.
 

BIOGRAFIA

António José Barradas Barroso - nome literário António Barroso ou Tiago


Data de nascimento – 07 de Outubro de 1934.
Casado (21/12/59) - 2 filhos e 3 netos.

Nasceu em Vila Viçosa, berço natal de Florbela Espanca, em 07 de Outubro de 1934. Depois de completada a instrução primária e o exame de admissão ao liceu, ingressou no Instituto Militar dos Pupilos do Exército, onde permaneceu sete anos em regime de internato, tendo transitado para a Academia Militar (antiga Escola do Exército) para frequentar o curso de Administração Militar. Hoje, com 77 anos, é Coronel do Exército, na situação de reforma, com equivalência a bacharelato em Gestão.
12 anos de guerra de África (Guiné, Angola e Moçambique).
O seu gosto pela escrita começou já nos Pupilos do Exército e a inclinação para a poesia foi-lhe incutida pelo seu antigo professor de português, de quem guarda saudosa recordação. A sua vida profissional, com constantes deslocações, não lhe permitiu debruçar-se sobre a poesia, com maior disponibilidade, como gostaria. Assim, só quando regressou de Moçambique, em 1974, se dedicou a ela de alma e coração, com mais tempo e atenção sobre um tema de que tanto gosta, mas despreocupadamente, guardando tudo o que ia escrevendo nos mais diversos suportes, desde grandes folhas de jornais a pequenos bilhetes de autocarro. Entretanto, sua mulher, filhos e netos “obrigaram-no” a digitalizar tudo o que tinha escrito, por se aperceberem da sua falta de cuidado, o que deu origem a que muitas coisas já se tivessem perdido. Também, por insistência de todos, em 2007, começou a enviar alguns poemas para concursos e jogos florais, tendo, durante estes cinco anos, obtido cerca de 140 prémios, desde primeiros até menções honrosas, em Portugal, Brasil, Itália e República Dominicana, para além de poemas em centenas de cirandas e antologias.
Por convite, que muito lhe honrou e aceitou, é membro correspondente da Academia Cachoeirense de Letras, em Cachoeiro do Itapemirim; Academia Rio-Grandina de Letras em Rio Grande e sócio do Clube dos Poetas Livres, em Florianópolis, e, ainda, membro da AVSPE – Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores; “(todos no Brasil. ) Também, de "Os Confrades da Poesia” – Amora / Portugal; e também associado do Clube da Simpatia, em Olhão.

4 livros artesanais de poesia:
- Memórias do tempo que passa
- Devaneios de Outono
- Último Fôlego
- "... antes que chegue o inverno "

Colabora no Boletim da Associação dos Pupilos do Exército, na Revista Virtual Eisfluências (Portugal/Brasil), e na Revista Ventos do Sul, no Brasil
É autor no Portal CEN:
http://www.caestamosnos.org/autores/autores_a/Antonio_Jose_Barradas_Barroso.htm

 

Índice

(clicar em Pág. x , no topo)

Pág.2

Pág.3 Pág.4

Amores de verão

Regresso às origens Pintura alentejana
A estátua Alentejo Cantoras do Alentejo
O jardim Abril alentejano Seara ondulante
O homem alentejano Vila Viçosa Renascer da vida
A festa Recordações gastronómicas Varejando…
A feira Planície sem fim O meu avô

Pág.5

Pág.6 Pág.7

O ribeiro

Seara ondulante A monda
A casa do pão Alma alentejana O Cauteleiro
A figueira A cortiça O Pregoeiro
 O banho Paz O Ferrador
Os sinos da minha terra A ceifa Os amola-tesouras
 

Livro de Visitas

    

Para pág. 2